Kate Weiss - Design e Poesia

Capa

Meu Diário

Textos

Áudios

E-books

Fotos

Perfil

Livros à Venda

Prêmios

Livro de Visitas

Links


Textos


Analgesia
Kate Weiss

Bateu-me uma dor, u'a nostalgia,
que remédio algum consegue analgesia,
teu ciume estragou tudo, só podia. 

Foi muita mágoa, e eu, só a ti queria.
agora a saudade se irradia,
neste triste coração, que agonia. 

Escrevo estes versos sobre nós em alegoria,
lembrando do amor na tela fria,
distante estás de mim agora, quem diria. 

Acontecer assim, jamais eu pensaria,
te esperei, eu sei em vão, em calmaria,
esquecer do amor meu e teu eu não queria. 

Meia taça de paixão, meia alegria,
sorvendo o conteúdo : fantasia,
estou sedada, podes crer, sem hipocrisia. 

Abusei desta saudade que me há muito me alivia,
e nos meus pensamentos agora se inicia,
um caminho sem volta - apenas uma via - 

Adeus amor, é tarde, eu disse que pra sempre te amaria,
mas, a noite quando estou só, me faz ficar tão vazia,
e finalmente consigo ser contigo muito fria: 

- Adeus mesmo, esta foi pra ti, a minha última poesia.
 




***&&&&***




Kate Weiss
Enviado por Kate Weiss em 13/01/2007
Alterado em 14/01/2007
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Site do Escritor criado por Recanto das Letras