Kate Weiss - Design e Poesia

Capa

Meu Diário

Textos

Áudios

E-books

Fotos

Perfil

Livros à Venda

Prêmios

Livro de Visitas

Contato

Links


Textos


 
[..."Muitas vezes dizemos amar, mas estamos só impondo. Dizemos amar, mas estamos só olhando para nós mesmos. Dizemos amar, mas estamos só amarrando sementes e calando primaveras. Dizemos amar, mas estamos só inflando nuvens que escondem cada vez mais o sol. Dizemos amar, mas estamos só dizendo. Amor tem outro cheiro. Outra natureza. Outra frequência. Outro chamado. Amor é para ser luz .”..] Ana Jácomo
Quando os filhos querem ir pra longe de nós, choramos e esperneamos em nome do amor, mas é egoismo nosso, é que os queremos sempre perto dos nossos braços e abraços. E às vezes isso não é possível. Temos que nos espelhar nas águias que vendo os filhos prontos para voar os derrubam do ninho para que eles tenham a coragem de voar pela primeira vez. Mas, não pensem que é fácil. Isso dói muito tanto na águia quanto em nós. E quando chegar a vez deles (filhos) derrubarem seus filhotes do ninho, somente aí eles perceberão o quão grande é esta dor, que dilacera o coração dos pais. Mas como diz, a escritora  acima; o amor deve ser LUZ que ilumina o sonho dos filhos.


*A imagem foi colorida por mim, é do livro 
 O jardim secreto: livro de colorir e caça ao tesouro: antiestresse, da britânica Johanna Basford, lançado no Brasil pela Sextante no final do ano passado.
Kate Weiss
Enviado por Kate Weiss em 04/05/2015
Alterado em 10/07/2016

Música: What a wonderfuul word - Louis Armstrong

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Site do Escritor criado por Recanto das Letras