Kate Weiss - Design e Poesia

Capa

Meu Diário

Textos

Áudios

E-books

Fotos

Perfil

Livros à Venda

Prêmios

Livro de Visitas

Links


Textos


Hoje seria o aniversário da minha maninha Mara Regina, e logo de manhã eu recebi um e-mail do filho dela dizendo assim:

"Oi,
 
Acredito que para todos nós o dia de hoje é difícil...
Essa época me fez lembrar tudo que passamos nesses mesmos dias do ano passado.
Que me faz lembrar de outros finais de Abril quando a nossa casa era inundada por flores de tantas pessoas que queriam ela tão bem...
a mesma época que me deixava com medo, pelo início dos dias frios de inverno...
 
Confesso que chorei muito essa semana... e hoje encontrei esse texto aqui, postado por ela no blog:

"Nas horas tristes, filho, não diga nada. Coloque um silêncio bem alto no aparelho de som. E comece a escrever bem baixinho.(Chorar até que pode, desde que não lhe embace a vista). Só não pare: tristeza é pra escrever. Tome posse dessa dor que é toda sua. Até que passe e venha outra mais bonita."

(Cris Guerra)


 
E assim, eu decidi escrever um pouco... quis fazer uma pequena homenagem a nossa guerreira, a nossa folha mais bonita... que gostava de suco de maçã!
 
 
A Folha da Macieira
 
Recebeu as lágrimas dos céus
Brotou intensa, fez sombra e aconchego
 
Balançou leve e frágil
Dançou com os carinhos da brisa
 
Enfeitou-se com o orvalho e brincou com os pássaros
Mesmo do alto da árvore era humilde a observar 
 
A folha resistiu aos piores ventos
Desafiou o minuano
Foi verde, amarela e vermelha
 
Tantos sóis, tantas luas, tantas chuvas
Tanta intensidade e vida em seus veios
 
Ela era a folha mais bonita
 
Tranquila, soltou-se no final de Abril
Deixou-se levar 
 
Deu piruetas ao vento invernil
Mas em Junho não caiu, preferiu flutuar
 
Uns acreditam que ela continua do alto a observar
Outros dizem que em outras macieiras ela voltará a brotar
 
O certo é que a folha já não pode voltar
Mas deixou muito amor e paixão carregados em todo o pomar
 
 
Maico Weiss

Mara querida, neste dia quero te dizer o quanto fazes falta na minha e na vida de todos da nossa família. Quero que dizer que  foi muito bom estar contigo nestes 48 anos . Quero te dizer também que podes te orgulhar -  aí no céu onde sei que estás - do teu filho que é tudo de bom que sempre desejaste que ele fosse, e um grande poeta não achas?

Beijos de quem te ama pra sempre .



 
Kate Weiss
Enviado por Kate Weiss em 29/04/2012
Alterado em 29/04/2012

Música: Somewhere over the rainbow - Israel Kamakawiw

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Site do Escritor criado por Recanto das Letras