Kate Weiss - Design e Poesia

Capa

Meu Diário

Textos

Áudios

E-books

Fotos

Perfil

Livros à Venda

Prêmios

Livro de Visitas

Links


Textos




palavras
kate weiss
 
Procurei a palavra,
que remexia dentro de mim.
  Estava tão carente minha lavra,
fui procurá-la no jardim.
 
Então, vi flores perfumando a vida,
grama verde  meus pés acariciar.
Borboleta beijando a flor atrevida,
pássaros de galho em galho a bailar.
 
Perguntei-me então: Por que palavra?
Lavrar palavras nem preciso,
deixo com a natureza, ela fala por mim.

***
 
Kate Weiss
Enviado por Kate Weiss em 19/12/2008

Música: Milonga pampeana - Glênio Fagundes

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Site do Escritor criado por Recanto das Letras